Campo Grande / MS Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Clima/Tempo

15.10.2019 às 08:53

Primavera é estação com maior incidência de tempestades; Confira dicas da Defesa Civil para ocorrências

Redação

A primavera, que vai até 22 de dezembro, é a estação do ano com a maior incidência de tempestades severas. O fenômeno ocorre devido ao choque de massas de ar frio que ainda ficam presentes no hemisfério sul e as massas de ar quente que começam a intensificar ao longo da estação, conforme explica a coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima, Franciane Rodrigues. “Desse encontro de massas de ar de diferentes temperaturas, resultam nas condições adversas como tempestades, raios, vendavais e granizo”, define.


Em caso de ocorrências, o coordenador estadual de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, tenente coronel Fábio Catarineli, dá algumas dicas de como a população deve agir em caso de ocorrência de condições adversas de tempo.


Nas residências ou apartamentos

Não tentar consertar o telhado quando estiver chovendo. Desligar aparelhos elétricos. Verificar galhos muito próximos a fiação, ou em estado de putrefação. Caso haja, providenciar a poda preventiva com profissional/empresa capacitada para fazê-lo. Verificar calhas a fim de evitar entupimentos nas saídas de água da residência. E nos condomínios onde há para-raios, verificar se está de acordo com as normas de segurança.
 

Nas ruas

Se estiver em via pública, e notar que a água ultrapassou o meio fio, a orientação é fazer o desvio. Não é seguro avançar em áreas alagadas, pois há risco de cair em bueiros ou furar o pneu do veículo. A exemplo da Capital que possui muitos córregos, pode ocorrer enxurradas fortes. Em caso de chuvas de granizo, importante buscar abrigo seguro. Se estiver dentro do veículo, procurar lugar seguro, de preferência longe de árvores. Também é importante evitar estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.
 

A dica maior de acordo com Cel Catarineli, é não se colocar em posição de risco, seja de moto, carro, bicicleta, ou a pé, e em caso de acidentes, acionar o Corpo de Bombeiros no 193. “A Defesa Civil junto com o Cemtec segue monitorando, e em caso de risco de tempestades irá emitir alerta via SMS para os números cadastrados das regiões que possam ser afetadas”, pontua.


Serviço

Para se cadastrar e receber os alertas emitidos pela Defesa Civil no celular, basta enviar um SMS com o seu CEP para o número 40199. O serviço é gratuito e visa prevenir a população para ocorrência de acidentes e desastres naturais.

Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo