Campo Grande / MS Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Agronegócio

15.10.2019 às 08:47 - Atualizada em 15.10.2019 às 08:51

Confira calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul

Redação Semagro

O empenho da equipe da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) para manter os bons resultados de vacinação conquistados em anos anteriores e que colocaram Mato Grosso do Sul entre os estados com os melhores números, deve ser repetido na campanha de vacinação que terá início no dia 1º de novembro nas três regiões sanitárias do Estado.
 

Ao mesmo tempo em que trabalha intensamente para cumprir o cronograma do Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA), a Iagro mantêm a agenda de ações da campanha de vacinação que a partir do dia 15 de outubro abre o calendário para pedidos de antecipação da vacinação em todo o Estado, com previsão de imunizar mais de 21 milhões de animais entre bovinos e bubalinos.
 

Para as regiões do Planalto e Fronteira o período de compra e vacinação estarão abertos de 1º a 30 de novembro, e o de registro vai até 16 de dezembro.
 

Já os pecuaristas do Pantanal poderão comprar e vacinar de 1º de novembro a 31 de dezembro e registrar até o dia 31 de dezembro.
 

O produtor que deixar de vacinar ou não registrar a vacina estará sujeito a multa.

 

Calendário
 

Região Pedidos de antecipação a partir de  Período de compra e

 

Vacinação

Período para

 

Registro

Fronteira 15/10 01/11 a 30/11  01/11 a 16/12
Planalto 15/10 01/11 a 30/11  01/11 a 16/12
Pantanal 15/10 01/11 a 16/12  01/11 a 31/12
 

Na campanha deste ano, além de chamar a atenção para a obrigatoriedade da vacinação, a nova dosagem que é de 2 ml, e informar o calendário, a Iagro reforça aos pecuaristas os cuidados sobre todo processo até a aplicação da vacina e depois disso, conforme seguem:
 

  • Compre as vacinas somente em lojas registradas.
  • Verifique se as vacinas estão na temperatura correta (2° C a 8° C).
  • Para transportá-las, use caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre.
  • Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos.
  • Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para a boa vacinação.
  • Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml.
  • O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma.
  • Não esqueça de preencher a Declaração de Vacinação e entregá-la na Iagro junto com a Nota Fiscal de compra das vacinas.
  • Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa)

Para execução do Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa) os estados foram divididos em cinco blocos pecuários para que seja feita a transição de área livre da aftosa com vacinação para sem vacinação. Por questões estratégicas recentemente Mato Grosso do Sul foi remanejado para o bloco IV composto por Estados da região central: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Mato Grosso do Sul.


Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo