Campo Grande / MS Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Polícia

07.10.2019 às 10:12 - Atualizada em 10.10.2019 às 09:21

Rapaz tem rosto desfigurado após ser espancado a pauladas por adolescente

Menor foi apreendido e disse ter cometido o crime porque levou tapas na cara.

Fernanda Muller e Itamar Buzzatta

Um adolescente de 17 anos espancou a pauladas um jovem, de 24, na manhã deste sábado (05) no bairro Zé Pereira, em Campo Grande. O menor foi apreendido horas após o crime e disse que agrediu o rapaz após levar tapas no rosto. A vítima teve parte do rosto desfigurado e está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa, em estado grave.

 Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro o menor contou que após ser agredido, pegou um pedaço de madeira, com um prego na ponta, e começou a espancar a vítima. O autor possuiuma tatuagem no corpo que demonstraria fazer parte da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), segundo a polícia. 

Após o cirme o adolescente teria procurado a casa de um primo, que fica há aproximadamente 2 quadras do local onde ocorreu o espancamento. O primo foi ouvido na delegacia e disse que não sabia nada sobre o crime, apenas abrigou o parente que pediu para dormir em sua casa.

O delegaado solicitou pela apreensão provisória do menor, que foi deferida pela Justiça. Ele deverá ser encaminhado para a Unei (Unidade Educacional de Internação) Novo Caminho.

 

Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo