Campo Grande / MS Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Obras

03.10.2019 às 15:02

Definida empresa que vai executar projeto em rotatórias no capital

Redação PMCG

A  Construtora Rial Ltda, empresa vencedora da tomada de preços, vai executar o projeto de reordenamento do trânsito nas rotatórias das ruas Joaquim Murtinho/Ceará e da Eduardo Elias Zahran/Joaquim Murtinho.  A homologação do resultado foi publicada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial. A obra vai custar R$ 819. 942,121, valor 1,97% abaixo do orçamento de referência (R$ 836.458,81). O objetivo é melhorar o trânsito na região, por onde circulam diariamente 68 mil veículos.

A rotatória da Joaquim Murtinho com a Ceará será retirada, substituída por alças de acesso onde serão instalados semáforos para ordenar o fluxo de veículos.  “Não haverá nenhuma restrição a conversões, os semáforos terão o tempo de funcionamento sincronizado”, explica o diretor presidente da Agetran,  Janine Bruno. A outra rotatória, na confluência da Zahran/Joaquim Murtinho, início da Ceará, será mantida, apenas com algumas adequações no canteiro e a semaforização, numa solução semelhante a adotada nas rotatórias da Mato Grosso/Nelly Martins e da Interlagos/Gury Marques.

Paralelamente será implantado o projeto de modernização dos semáforos da Avenida Elias Zahran, onde está prevista a implantação de fibra óptica, que vai possibilitar o sincronismo dos equipamentos, com a instalação de novos controladores,  e permitir (quando houver uma central de monitoramento na Agetran), o ajuste praticamente online do tempo dos sinais.


Terceira intervenção

Desde 2017,  é a terceira intervenção em rotatórias  promovida pela Prefeitura.  Eram locais que registravam congestionamentos até a implantação do projeto de semaforização desenvolvido pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Nesta região onde será feito o reordenamento viário, o volume de tráfego, 68 mil veículos,  é maior que o registrado nas rotatórias das avenidas Mato Grosso/ Nelly Martins (38 mil veículos/dia ) e da Interlagos com a Gury Marques (44 mil  veículos/dia) que receberam semaforização. 

Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo