Campo Grande / MS Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Polícia

10.09.2019 às 13:54 - Atualizada em 10.09.2019 às 15:02

Suspeito de matar homem a tiros e facadas é preso e alega legítima defesa

Arma do crime estava escondida em uma geladeira velha na casa do autor.

Fernanda Muller

Vigia noturno, de 24 anos, suspeito de assassinar, no dia 30 de agosto, o auxiliar de serviços gerais Gleizer Pires Rondon, 32 anos, foi preso nesta segunda-feira (9), por policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Sidrolândia.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito confessou que o motivo do assassinato seria um desentendimento antigo com a vítima e que sempre havia perseguições entre eles por conta da rixa. Ainda segundo o suspeito, no mês de julho, ocorreu uma perseguição em que ele havia dado um tiro o auxiliar, que sobreviveu.
 

No dia do crime, segundo o vigia, a vítima o teria perseguido novamente, primeiro por uma praça e depois pela Travessa 4, onde ele atirou duas vezes contra o auxiliar de serviços gerais, que tentou fugir de bicicleta, mas caiu após percorrer alguns metros.

Neste momento, o acusado teria ido até o homem e lhe dado mais um tiro no peito e diversas facadas.
 

Após o crime, o delegado responsável pelo caso, Diego Dantas, pediu a prisão temporária do autor. Ontem, os policias civis do SIG localizaram e prenderam o acusado na Rua José Faveiro Neto, no Jardim Paraíso.
 

A arma do crime foi encontrada pelos agentes, escondida em uma geladeira velha na casa do autor. O vigia alegou legítima defesa, já que, segundo ele, estaria sendo perseguido e ameaçado pela vítima.


Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo