Campo Grande / MS Domingo, 25 de Agosto de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Polícia

13.08.2019 às 17:29 - Atualizada em 14.08.2019 às 11:26

Número de homicídios cai mais de 20% no Brasil entre janeiro e abril

Dados são referentes aos primeiros 4 meses do ano

Gabriel Neves Agência Brasil

Nos primeiros quatro meses de 2019, o Brasil registrou 13.142 homicídios dolosos, número que é 21,2% inferior aos 16.670 casos registrados entre janeiro e abril do ano passado.

O Balanço divulgado nesta terça-feira (12), pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, mostra que a melhora também foi constatada em indicadores de outros nove tipos de crimes.

Segundo o balanço parcial, a maior variação percentual (-38,5%) foi observada na redução do número de roubos a instituições financeiras, que caiu de 325 para 200 ocorrências na comparação entre o primeiro quadrimestre de 2018 e o de 2019.

O total de latrocínios (roubo seguido de morte) teve redução de 23,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Já as tentativas de homicídio caíram 8,6%, enquanto o roubo de veículo teve queda de 27,5%.

Os dados também apontam para uma redução de 13,6% nos estupros e uma queda de 5,3% no número de crimes de lesão corporal seguida de morte, o furto de veículos diminui 11,1% e o roubo de carga 27,3%.

O diretor-executivo da ONG Sou da Paz, Ivan Contente Marques destaca a importância do Ministério da Justiça e Segurança Pública assumir a atribuição de organizar as informações fornecidas pelos governos estaduais, sistematizá-las e divulgá-las.

“De fato, temos visto uma redução nos índices de criminalidade que vem do ano passado, mas sabemos que ainda há uma dificuldade enorme na obtenção de dados fidedignos”, ressaltou Marques.

O diretor da Sou da Paz atribui a redução dos números da violência a uma série de fatores, entre os quais ações adotadas em nível estadual.

“Nos últimos tempos, alguns estados têm apostado com maior intensidade na execução de programas de governança e segurança pública, com investimentos diretos em suas polícias e em programas estaduais que começam a apresentar resultados efetivos”, concluiu o especialista.

Os dados do balanço foram retirados do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais, de Rastreabilidade de Armas e Munições, de Material Genético, de Digitais e de Drogas (Sinesp).

Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo