Campo Grande / MS Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Polícia

06.08.2019 às 15:28 - Atualizada em 06.08.2019 às 15:42

Homem é preso por traficar cocaína utilizando os Correios

Os pacotes faziam mais de uma viagem para despistar a polícia

Gabriel Neves

Daniel Barbosa (35) foi preso em flagrante, na manhã desta terça-feira (06) em Campo Grande (MS), por traficar drogas escondidas em potes de descolorante para cabelo e envia-las pelos correios.

De acordo com a polícia militar, Daniel montou um esquema de vender e enviar cocaína através da estatal. Primeiro o traficante mandava potes com produtos químicos de beleza para seu irmão em Corumbá (MS).

Chegando no destino, o comparsa de Daniel pegava os mesmos potes e os carregava com diversos tabletes do entorpecente, e os devolvia para seu irmão. O percurso de volta era feito não somente pelos correios, mas também por transportadoras em alguns casos.

Daniel, que já estava sendo observado pela polícia, foi surpreendido pelo Batalhão de Operações Especiais (BOPE) ao tentar fazer mais uma de suas encomendas.

A abordagem aconteceu enquanto Daniel ainda estava com os potes preenchidos apenas com produtos legais, ele alegou que a entrega seria feita para sua irmã que estava trabalhando como cabeleireira.

Com isso os agente pediram para que ele os levassem até sua casa, chegando no local foi encontrado um tablete com cerca de 400 g de cocaína. O traficante admitiu o esquema e foi preso no local.

Agora a polícia segue com as investigações atrás do irmão de Daniel que atuava em Corumbá.

Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo